2030

Publicado: junho 25, 2010 em Letra

2030

(Ricardo Deckmann)

Sinto tanta falta

de ver o por do sol

o barulho das gaivotas

eu não ouço mais

Pés descalços na areia

o calor que vem do mar

um pesadelo que nunca termina

coisas que não voltam mais

Telefones descartáveis

pilhas recarregáveis

combustível renovável

carros que poluem demais

Embalagens retornáveis

fraldas descartáveis

sangue, morte e seca

nas manchetes dos jornais

Onde estão nossas crianças

onde estão as capitais

o verde dos teus olhos

eu não vejo mais

Onde estão nossas pessoas

onde estão as capitais

o barulho da cidade

eu não ouço mais

Sinto tanta falta

a falta que você me faz

sinto tanto medo

das coisas que não voltam mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s